O seu tempo para investir em criptomoedas pode estar acabando

Olá meu caro amigo(a)!

Quando falamos do melhor momento para se investir (não apenas em criptomoedas) todos sabemos que é, obviamente, em seu menor valor.

Se você chegou aqui pelo título, saiba que ele não é sensacionalista, esse texto é um choque de realidade para todos que ainda esperam um sinal (do além talvez) para começar a investir em criptomoedas. E se você é um daqueles que em Dezembro invejava os que haviam entrado em Janeiro, e agora na queda ainda não fez seu investimento, meu amigo, essa pode ser a sua última chance.


A imprevisibilidade

Todos sabemos que não existe ativo seguro para investimentos. Até a poupança já foi capaz de deixar muitos na mão na década de 90 com o Plano Collor, mas saindo da aula de história, vamos para o assunto falado: as criptomoedas.

Se você não sabe para que elas servem, sugiro dar uma lida aqui, pois eu vou te dar uma lista de investidores (empresas, pessoas e até governos) que acreditam no desenvolvimento desse mercado e alguns que até já fizeram aportes gigantescos:

Sem entrar no merecimento de “gostar ou não” de qualquer um dos citados acima, temos de concordar com uma lógica simples: nenhum deles entraria para perder.

A Venezuela está na lista apenas por um motivo: a tendência (ainda que pequena) de países criarem suas próprias criptomoedas para assuntos internos. E não apenas isso, a tecnologia de blockchain pode ser utilizada para desburocratizar processos, acelerar contratos, organizar décadas de arquivos e outras funções que hoje são feitas de maneira arcaica.

Apesar da “imprevisibilidade”, de uma coisa nós sabemos: as criptomoedas vieram para ficar.


E por que a hora é agora?

Historicamente, as épocas de menor preço do Bitcoin seguem entre os meses de Janeiro e Março, sendo Abril e Maio épocas de alta, Junho e Julho pequenas correções e finalmente uma corrida rumo ao topo no final do ano.

As setas indicam os meses de Janeiro e, o preço acima, a valorização de Janeiro a Dezembro.

Como é possível ver no gráfico acima, o único ano em que tivemos uma queda em seu preço foi durante o ano de 2014, motivado por diversos escândalos e o fechamento da maior corretora de compra e vendas de Bitcoin da época, a Mt. Gox. E se você é um daqueles que ainda teme na repetição de 2014 para esse ano, sugiro dar uma lida nesse nosso texto: Bitcoin, o fim da queda já tem uma data.

Sabendo dessas informações, fica mais fácil entender porque estamos em um bom momento de compra.


Tudo bem, entendi. Mas não corre risco dele cair mais?

Obviamente meu caro leitor, mas como também especificado no link acima, temos uma data e um preço “limite” para o Bitcoin chegar sem afetar o mercado de criptomoedas.

Nós estimamos que uma zona de compra “segura” está entre $ 6.600 e $ 6.000, o que convertendo para nós é em torno de R$ 20.000 e R$ 22.0000, já pensando no longo prazo.

Mas se você quiser comprar mais abaixo (caso o preço venha a cair mais) isso vai necessitar um acompanhamento maior da sua parte ou, para facilitar o seu lado, você só precisa nos seguir aqui no Blog, em nosso Trading View, Facebook ou Telegram. Pois fazemos o acompanhamento diário de todos os movimentos, tanto do Bitcoin, quanto das “altcoins.


Pare de esperar!

É como uma festa, se você for esperar todos se servirem para resolver ir atrás do bolo certamente sua fatia será menor.

O mesmo vale para o mercado, uma vez que o preço disparar e você não estiver preparado, pode acabar perdendo o timing e consequentemente o lucro, o que fará você se culpar depois.


Mas invista consciente!

Nada de vender carro, casa e mãe para investir. Não precisa investir muito, coloque apenas aquilo que não lhe fará falta e você poderá arcar caso advenha algum prejuízo, afinal, como disse no primeiro parágrafo, nenhum mercado é completamente seguro.

Investir aquilo que não se tem é um dos maiores erros nesse mercado e geralmente ocasionam em prejuízos promovidos por ansiedade.

Imagine quem investiu em Bitcoin o dinheiro do aluguel em Dezembro, com a queda e necessidade imediata do valor, a pessoa seria obrigada a vender no prejuízo para usar a parte que restou no pagamento da dívida. Entende o perigo?


Considerações finais

Espero que tenha gostado do texto e decidido tomar uma atitude.

Avalie suas finanças, estude mais o assunto e nos acompanhe, tenho certeza de que fará bons negócios!

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://www.cripito.com/wp-content/uploads/2018/04/rain-from-golden-coins-business-financial-concept-animation-of-falling-golden-coins-on-white-background-hq-video-clip-with-alpha-channel_nu4ay16ox__F00031-e1522822538118.png);background-color: #ffffff;background-size: cover;background-position: top center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 400px;}